Sensor Híbrido

Com o avanço da tecnologia, e o aumento no rigor da legislação vigente sobre emissão de poluentes, as motocicletas de baixa cilindrada ganharam injeção eletrônica, tornando seus motores mais eficientes, com menor consumo de combustível por kilometro rodado, e consequentemente, menos poluentes que os sistemas de alimentação com carburador. Mas para que fosse bem sucedida essa inovação, os engenheiros trabalharam muito para chegar a soluções práticas, levando sempre em consideração as limitações devido aos espaços reduzidos dessas motocicletas. Uma dessas inovações foi a criação do sensor híbrido.

O sensor híbrido é a união de 3 sensores já conhecidos na injeção eletrônica em um único encapsulamento.São eles o sensor de posição da borboleta(TPS),sensor de pressão absoluta(MAP) e sensor de temperatura do ar de admissão(IAT).

Basicamente existem 2 tipos,onde o que difere é apenas o sensor de posição da borboleta,pois a Mikuni tem o sensor de posição do tipo Hall e a Keihin tem o sensor de posição do tipo potênciométrico,que é o mais tradicional e mais usado nos sistemas desde o início da injeção eletrônica.

*O raciocínio de se unir sensores para aplicar em espaços reduzidos no motor já é usado há anos nos automóveis e também em motocicletas Harley Davidson, que é o sensor CMD(Conjunto Medidor de Densidade),também chamado de sensor MAP conjugado.Ele possui o sensor MAP e o sensor IAT em um mesmo encapsulamento.

Nas literaturas técnicas os termos aplicados para esse sensor são sensor híbrido (YAMAHA), unidade de sensores (manuais de serviço HONDA) e sensor jogo (catálogos de peça HONDA).

A função do sensor híbrido é informar ao módulo de controle (ECU), por leitura indireta, qual é a massa de ar admitida, baseada no sinal dos 3 sensores,para que o módulo de controle calcule* o tempo de injeção de combustível mais adequado,sempre buscando a mistura ideal ou estequiométrica.

*A ECU também utiliza o sinal do sensor de rotação e do sensor de temperatura do motor para calcular esse tempo.

No próximo texto vou abordar com detalhes as características de cada modelo e falar um pouco sobre a diagnose correta do sensor, para evitar uma troca desnecessária.

Interessou-se?Quer saber mais?Não concorda com o que está escrito?

Deixe seu recado aqui e vamos conversar sobre isso,assim todos aprendemos!

Shalom

About these ads

191 Respostas para “Sensor Híbrido

    • Olá Negton,

      “4,5,6,7.5,”seria o que para eu tentar entender melhor?Seria rotação do motor(RPM)?Me diga também o ano da motocicleta.

      A lâmpada de avarias acendeu?Você tem o manual de serviço da sua motocicleta para ver qual é a avaria,no caso da lâmpada ter acendido?

      Fico no aguardo da sua resposta,e não entendi porque escreveu no outro comentário”escreve em português”?

      Abraço!

  1. Muito legal, bem explicativo, mas em relação ao ECU, a adoção de um hallmeter ajudaria na qualidade da mistura ar/combustivel?

    Grato.

    • Olá amigo,bem vindo ao blog!

      Sobre o hallmeter,ele não interfere na qualidade da mistura,ele serve apenas para monitorar o sinal do sensor de oxigênio.
      Para motocicletas com injeção eletrônica é desnecessário,pois a ECU faz essa correção automaticamente,mas em uma motocicleta carburada,fazendo a adaptação no escapamento para instalar esse sensor,seria muito útil,pois você poderia saber quando o carburador começa a desregular,e ficaria muito mais fácil para realizar o acerto.

      Abraço!

    • Olá amigo,

      Espero que tenha feito o download do manual de serviço da sua motocicleta.Lá tem tudo passo a passo para achar o problema.

      Não sou mecânico,trabalho em uma empresa que fabrica sensores de injeção eletrônica.

      Se não verificou ainda,sugiro que veja a vela de ignição,e de preferência,coloque uma nova,pois custa pouco e com o gap da vela ajustado corretamente,de acordo com o manual,já vai melhorar um pouco sua motocicleta.

      E nunca descarte a possibilidade de estar com gasolina adulterada no tanque.Isso dá defeito em qualquer coisa…..vale a pena esgotar o combustível e abastecer com uma gasolina boa,como a podium da petrobras.Recomendo esse teste.

      Abraço!

  2. tú mora aonde?
    Eu sou de pernanmuco.
    vc dis que trabalha na fabrica de sensoris.
    vc fabrica o sensor hibrido da fazer ?
    onde eu cosigo conpra ?
    minha moto queimou este sensor e não comsegui conprar
    em lugar nenhon. na inpresa yamaha só vende a injesão eletronica completa.
    dai conheci um cara que tinha uma fazer dispenada e tinha este sensor,
    e foi muito caro. 50$
    vc tem algun pra veder?
    por quen tem dois tem um ne verdade.

    • Olá Negton,

      Sou de São Paulo,e não sei além do original,quem fabrica esse sensor.

      O jeito é ir nas concessionárias Yamaha,e negociar com os mecânicos para comprar só a peça.porque como eles trocam o corpo de injeção inteiro,alguns ficam com esses sensores na oficina,para consertar alguma moto fora de garantia.Ou ir em desmanches,apesar de eu ser contra esse meio,procure por esse sensor nas seguintes motos.
      fazer 250
      xtz 250 lander
      xtz 250 x motard
      dafra smart 125cc

      Qualquer uma dessas vai servir na sua moto,lembrando que tem que comprar o kit de reparo da injeção,pois senão vai das avaria no sensor de pressão,ok?

      Uma dúvida,como tem certeza que o sensor queimou?Já viu qual é a avaria que a injeção está indicando,porque pode ser um dos 3 que está danificado.Já vi uma empresa vendendo o sensor de pressão para substituir o do sensor original na fazer,porém com adaptação.Veja no site da Magnetron.

      Abraço!

  3. boa tarde amigo!!!
    parabéns pelo blog está sendo muito útil e esclascedor,pois sou mecânico de motocicletas e nescessito de dicas tão importante,principalmente sobre injeçâo eletrônica e gostaria de saber se existe algum método de limpeza dos bicos injetores sem a utilização da maquina de ultrasom e onde eu encontro(site ou blog) peças para reparo do corpo da borboleta,principalmente da honda pois na minha cidade(belém -pa),já procurei e não encontrei.
    muito obrigado
    Atenciosamente Esmaile!

    • Olá amigo,bem vindo ao blog!

      Agradeço pelos elogios,o objetivo do blog é esse mesmo,tentar ajudar quem repara motos ou quem simplesmente pilota a motocicleta com informações que não são facilmente encontradas na internet.

      Sobre o kit de reparo,procuro na internet por lojas virtuais de peças de moto como motoecia,eles costumam vender para o Brasil todo,lembrando que na concessionaria Honda voce pode encomendar né,demora mas vem!

      Abraço!

  4. olá amigo, tenho uma fazer 250 / 2006/07 ela começou a dar alguns problemas tipo dando alguns pipocos quando tira a mão do acelerador e quando eu vou sair com ela fria da umas engasgadas e vela está durando 1 semana o mecanico me disse que é o sensor hibrido mais lendo alguns comentarios estão discartando essa possibilidade você pode me ajudar ???

  5. Olá Dhuann,bem vindo ao blog!

    Os “pipocos” no escape da moto são sinal de mistura rica como resultado da queima.Mistura rica é combustível não queimado.Esse combustível em excesso é o que está detonando suas velas de ignição.

    A minha primeira dúvida é se o seu mecânico viu com o auxilio de um scanner se existe memória de avarias,e qual é a avaria?A lampada piloto da sua moto acendeu?

    Para começar,sugiro que troque as vedações do sensor hibrido,em qualquer motopeças você vai encontrar facilmente,pois pelo ano da moto provavelmente estão bem gastas,e isso poderia estar gerando uma entrada “falsa” de ar,que prejudica o cálculo do tempo de injeção correto,praticamente “assassinando” o sinal do sensor de pressão(parte do hibrido),que além de influenciar no tempo de injeção,influencia no ponto de ignição.Essa falha de vedação pode gerar um código de falha do sensor híbrido,mas NESSE caso não é “culpa” dele,ok?Então fique atento!

    Faça essa troca das vedações e depois me diga o que aconteceu,combinado?

    Link para baixar o manual de serviços da tua moto,vale a pena dar uma lida antes:

    http://www.motosblog.com.br/2008/12/13/manual-de-servicos-da-yamaha-ys250-fazer-2006-2008/

    Espero ter ajudado,abraço!

    • Ok, em março do ano passado a moto falhava em alta rotação e dava alguns cortes levei na consecionaria e me trocaram as borrachas e aneis do TPS não sei se faz parte do conjunto hibrido passaram o aparelho e foram constatados alguns erros e eles foram deletados e ficou otima, mas dessa vez não acende a luz no painel, falha sem me avisar de qualquer tipo de erro…
      vou pedir para trocar as vedações e fazer a leitura e te conto o que ocorreu..TKS

      • Legal amigo,fico no aguardo.Se não acendeu a lampada piloto,creio que não seja o sensor de pressão….verifique também as conexões do sensor hibrido e de temperatura do motor,veja se não estão mau conectados ou com oxidação nos terminais(o tal zinabre).Se tiver,arrume um limpa contatos elétricos para limpar e veja se já resolve.

        Abraço!

    • Hola marcelo. Soy de Argentina y tengo problemas con el sensor Hibrido. Como puedo estar seguro que es eso ? Medí la lectura de volts como dice el manual y me da 3,5v con el motor en ralenti yvaentre

      • Hola Fabian, todo bien ahí en la hermosa Argentina?

        ¿Cómo saber si el sensor es híbrido? En primer lugar, me gustaría saber cuál es tu moto?
        Si hay un fallo del sensor de luz piloto que se encuentra en el tablero de instrumentos destellará en una secuencia para indicar que es el código numérico que corresponde a un mal funcionamiento. Si la lámpara no se enciende, es un fallo mecánico, tal como un sello de híbrido de señal dañado y degradado del sensor de presión, el parámetro importante para el funcionamiento correcto del motor de la motocicleta.
        Dependiendo del año de su bicicleta, tenga o no el sensor de oxígeno, que es en el escape. Este sensor, cuando se daña, da una operación sucia del motor. Compruebe la señal de él también.

        Espero haberte ayudado. Fuerte abrazo y gracias por visitar aquí en el blog!

        • Hola Andre. La Argentina anda bastante mal y no se ve que vaya a mejorar. Con respecto a mi moto es una Yamaha YS Fazer 250 mod 2009 sin sensor de Oxigeno. El problema es que en ralenti se apaga. El servicio oficial me dijo que tengo que cambiar el cuerpo completo del inyector porque el sensor hibrido esta andando mal. No se prende la luz de falla del motor. Ellos modificaron el valor de CO a -100 y yo quiero llevarlo a cero nuevament

        • Hola Marcelo, disculpame por habrte llamado Andre. Como te decia …quiero llevar los valores de CO a cero nuevamente. Yo se que la Yamaha FZ6 puede lograrse sin el Scanner, desde el tablero (teclas Select y Reset) Pero en la Fazer 250 también ????

          • Na sua moto não tem esse recurso, infelizmente.

            A xt 660 r também tem essa opção que a FZ6 tem. Acho isso ótimo!

            Abraço

          • Gracias Marcelo. Hay algun otro recurso que pueda utilizar, como por ejemplo desconectar la bateria por mucho tiempo o tal vez tocar algo que me permita resetear la computadora a los valores 0 Co….??? Un Abrazo

          • Hola Marcelo. Cuanto vale un Scanner para la yamaha fazer R$$ ?? Se puede conseguir ? Gracias

          • Hola Fabian,

            Não acredito que compensa você adquirir um scanner só para diagnosticar sua moto pessoal. A menos que tenha oficina, não recomendo.
            Algumas empresas brasileiras que comercializam scanner que atende Yamaha, procure por Galmar ou Chiptronic. Mas não recomendo para uso pessoal apenas. É dinheiro perdido.

            Abraço

    • Olá Daniel,tudo bem?

      A injeção da Bros é boa,igual da Titan,porém a bomba externa na Bros não me agrada.Eu não compraria essa moto.Se quer saber mais sobre a injeção eletrônica da Bros,sugiro que baixe o manual de serviços da Titan 150(baixe no Motosblog),e veja o que eu já comentei em outro post meu.Clique aqui para ver.

      Espero ter ajudado.Depois de você consultar o material que eu recomendei e ainda tiver duvidas,mande outro recado,ok?

      Abraço!

  6. Deixei minha moto em um lava rápido, e depois disso começou a aparecer no painel a luz piscando no código” 13 “, vc saberia se eu precisaria trocar todo o corpo da injeção? pq isso é um absurdo muito caro e se for isso danifica com muita facilidade, e se for somente o sensor hibrido tem como resolver sem ter que trocar tudo?

    • Olá Diego,seja bem vindo ao blog!

      Em primeiro lugar,NÃO COMPRE O CORPO DE ACELERAÇÃO NOVO AINDA!O código 13 corresponde a avaria do sensor de pressão,que integra o sensor híbrido nas Yamaha 250cc.

      Sugiro o seguinte:Vá a uma motopeças e compre um kit com as vedações do sensor hibrido( em torno de 50 reais).PODE SER que a vedação esteja danificada(pelo tempo de uso da moto,ou até mesmo pelo que foi usado na lavagem,que pode ter danificado a borracha da vedação) e isso gera entrada falsa de ar,e essa condição irregular irá gerar o código de falha,o que nesse caso não é uma “avaria real” do sensor.Faça a troca,limpando bem a sujeira em volta do sensor hibrido(veja também se não tem a resíduos de liquido da lavagem ou chuva nos terminais do sensor,se tiver,limpe bem) e limpe entre ele e o corpo de aceleração.Instale novamente o sensor,e ande alguns quilômetros para ver se resolveu.Torço que sim!Use o manual de serviços da moto para fazer tudo corretamente,ou leve em um reparador de confiança.Muita gente acaba trocando sem fazer esse teste,o que acho um absurdo.Depois me diga o que aconteceu ok?Torço que seja isso,assim você gastará pouco! =D

      Abraço e boa sorte!

      • Eae Marcelo !!!

        Cara não tive tanta sorte não, foi preciso trocar o corpo da injeção todo porque não acha em lugar nenhum só o sensor hibrido, mas isso é tão frágil assim? que pode danificar com aguá, ou depende, se bater com pressão que danifica? e quais precauções devo tomar? a unica coisa ainda boa que tenho algumas peças de reserva agora, o corpo todo da injeção sem o sensor hibrido.

        Se alguém precisar de alguma peça podemos negociar!!!

        Falow abraço

        • Diego,fiquei com uma dúvida,você procurou o kit de vedações que eu te disse?Isso vende separado sim…e fazendo a troca corretamente PODERIA ter resolvido seu problema,pelo seu comentário deu a impressão de que não procurou…o sensor não vende avulso mesmo,e pelo que entendi,não venderá nunca,pois existe uma calibração de fábrica que é feita por isso não pode ser substituído como um sensor comum…isso é a explicação da Yamaha.Quanto pagou no corpo novo somando a mão de obra para trocar?

          Sobre ele ser frágil,é complicado afirmar,pois esse mesmo sensor usado na sua moto,está cada vez mais sendo aplicado em motocicletas,mas isso também pode ser por falta de opções disponíveis de fornecedor,hoje só 2 modelos existem no mercado,ambos que eu comentei nessa postagem.

          Sobre a água,JAMAIS USE AQUELAS MÁQUINAS DE LAVAGEM POR PRESSÃO NO MOTOR!!!Qualquer pessoa que trabalha com injeção eletrônica,seja de carro caminhão ou moto,irá dizer que motor com injeção não se lava com máquinas de lavagem com pressão,o certo é só na mangueira com água corrente e uma bucha com sabão…seu motor e seu bolso vão agradecer! =D

          Precaução?Além de nunca usar lavadora com pressão,tente vedar bem o conector do sensor híbrido com fita isolante de boa qualidade,para evitar entrada de água,seja de lavagem ou chuva.Mas o mecânico que for mexer na moto irá ficar meio bravo contigo quando ele precisar tirar a fita…hehehe.

          Grande Abraço e bons passeios com a moto! =D

          • Então Marcelo fiz sim oque vc falou comprei somente o kit de vedação … troquei mas não resolveu no começo sim, secou bem as peças e foram também limpas … mas começou a falhar e piscar o sistema de ignição de novo… então da para passar fita isolante nela?? bom saber hehe obrigado suas informações me foram muito uteis.

            abraço

          • Agora entendi Diego,que pena que não resolveu então…depois me passe o valor que está a troca do corpo de aceleração com a mão de obra,apenas por curiosidade…

            Sobre a fita isolante,passe ela vedando tudo sobre a capa de borracha que cobre o conector do hibrido,ok!

            Abração e volte sempre ao blog! =D

          • Cara vai gastar por volta de $1650,00 na Yamaha mesmo, tem mais algum sensor ou alguma peça elétrica para se preocupar na fazer?

          • Diego,agradeço pela informação,assim o pessoal que precisar trocar também,terá noção do preço quando ler essa postagem.Coincidiu com o custo que eu tinha de 1600 reais.
            Sobre outros cuidados,não sei como você pilota,mas se sua motocicleta tiver o sensor de oxigênio no escapamento,evite produtos que prometem limpar o eletroinjetor sem precisar retirar da moto,que você tem que colocar junto com a gasolina no tanque,pois isso detona o sensor de oxigênio e o catalisador.E evite ficar dando aqueles estouros que muita gente faz nas ruas para fazer bagunça no trânsito,aquilo detona o sensor de oxigênio e o catalisador pois parte da mistura ar combustível é queimada no escape,fazendo com que tenha problemas no controle da mistura e das emissões de poluente.Se precisar passar por uma inspeção ambiental,poderá ter problemas sendo reprovado.Ah,e use SEMPRE gasolina aditivada…esqueça que existe uma gasolina chamada comum,ok?

            Baita Abraço!

  7. dimas de santo andré sp
    tenho uma fazer 2008 , estava falhando muito e sem marchalenta .
    troquei a vela e continuou falhando e carbonizando a vela .
    troquei o reparo do sensor hibrido e combustivel melhorou a marchalenta , mais a luiz da injeção ficou piscando direto cod 14 .
    como fazer um reset da ECU.

    • Olá Dimas,bem vindo ao blog! Também sou de Santo André! =D

      É estranho o que está dizendo,antes,na condição de falhas e irregularidade do motor,era o mesmo código 14 que aparecia?

      No momento não sei te dizer se é possível resetar a ECU dela,mas vou pesquisar e te dou um retorno sobre isso,o que você pode tentar,é desconectar ela a noite e no outro dia quando for usar,conectar novamente,alguns carros isso já resolve,na Yamaha,confesso que não sei.

      Verifique também a fiação elétrica,entre o sensor e o ECU.talvez alguma parte esteja danificada.É realmente estranho o painel ainda indicar a avaria se o problema foi reparado.

      Depois me diga como resolveu o problema,ok?

      Abraço

  8. Bom dia Marcelo

    desmontei o sensor limpei , o reparo está novo .

    passei descarbonizante e limpei todos os contatos com limpa contato, verifiquei todos conectores se estão bem conectados .
    mais a injeção continua indicando a falha 14, acabou os recursos ? só falta levar na concessionaria.
    se tiver alguma ideia vai ajudar muito.

    obrigado

    • Bom dia Caro Dimas,vamos lá;

      Primeiro,não tenho como saber seu nível de conhecimento técnico,então vamos nos basear no que afirma o manual,tenha em mente SEMPRE que retirar o hibrido,trocar as vedações,pois é complicado apenas olhando afirmar se está ou não está boa a vedação.Ai reaproveitar pode se tornar um problema depois,pois no teu julgamento,nunca será a vedação pois viu e considerou a mesma boa.Então,na duvida,troque sempre,e procure comprar vedação de qualidade,pois poderá ter a infelicidade de comprar de uma marca paralela que não necessariamente poderá estar com as mesmas dimensões da original.Tente sempre repor com tudo original,não deu pois não encontrou na Yamaha,ai tu parte para o mercado de reposição/paralelo,lembrando sempre que o problema pode ser o componente recém adquirido.

      Segundo,eu ainda não entendi se a moto está funcionando perfeitamente em todos os regimes e apenas o problema atual é a indicação da avaria no painel,ou se a moto ainda apresenta irregularidades? Se for a primeira opção,(a moto está boa) quase certeza que seu módulo está danificado.Sugiro que vá a uma concessionária,ou oficina que utilize o Scanner,e veja se é possível apagar as avarias passadas no módulo.Eu ainda não consegui verificar essa informação pra ti.Creio que te vão ter dar uma instrução correta sobre isso.

      Terceiro,no manual que tenho aqui,achei o seguinte,como possíveis causas do código 14:
      • Mau contato na conexão.
      • Sensor está obstruído (entupido) ou mau instalado.
      • Mau funcionamento na ECU.
      • Problema de vedação.

      Verifique essas alternativas,e no caso de ver se o MAP está obstruído,apenas retire a sujeira que por ventura encontre ali com uma agulha fina,e apenas “raspando” em volta do orifício de acesso ao elemento sensor,não force com a agulha,nem aplique liquido ali,pois irá danificar a membrana de leitura do sensor,ai já era mesmo…

      Espero que essas observações te auxiliem na solução do problema.

      Abraço e boa sorte!

  9. Minha moto estava com apagando (fazer 2008), com a rotação tão baixa que apagava e estava toda engasgada.
    Levei-a na concessionária, o cara chegou a conclusão que era o sensor hibrído, falou que não vendiam apenas o sensor e que todo o “conjunto” seria mais de 1200,00 pilas, porem disse ele que tinha outro sensor e trocaria por um valor bem inferior….Ok topei tal situação, mesmo com um pé atraz. Dito e feito, agora ela mantem a rotação normal porém ela apaga o painel e acende, acende a lampada da injeção, e isso agora acontece a todo momento, ou seja, não têm como andar com a moto por muito tempo sem que isso aconteça.
    Detalhe que entes desse “afogamento” ela já apresentava esse defeito de acender a luz do painel, e apagar e acender, porém era mesno frequente.
    O cara da concessionária diz ser a fiação, realmente ao mexer no soquete próximo a bateria ela apaga, mas tudo indica que é o sensor hibrído…falou pra leva-la novemente…

    • Caro amigo,sobre o sensor hibrido que foi ofertado pela concessionária, isso é uma prática interna deles, que não é aprovada pelo fabricante.Primeiro porque esse sensor não é novo,é usado, pois realmente eles não tem essa peça avulsa, como gostaríamos, e eles pegam ele do corpo de aceleração de outras motos que apresentaram algum problema, que não fosse relacionado ao sensor híbrido e tiveram que trocar o corpo completo. A Yamaha afirma que existe uma calibração entre o corpo de aceleração e o sensor Hibrido que não pode ser ignorada, porém, ela só interfere na precisão do sensor de posição da borboleta, que é 1 dos 3 sensores que integram o Hibrido. Após saber disso, eu não recomendo que ninguém compre essas peças usadas, é melhor comprar o conjunto calibrado e andar tranquilo.Para quem viaja com a moto,é importante manter ela sempre confiável.

      Não sei se já resolveu seu problema, mas sempre que for a uma concessionária, e precisar de auxilio referente a problemas na injeção eletrônica, após falhas, ou simplesmente pela lampada da injeção ter acendido, solicite quais são os códigos de avaria que foram encontrados na análise do reparador.Com os códigos,você pode consultar o manual de serviços da sua moto e saber se o código é realmente o sensor que o reparador afirma. Ele tem que te passar isso, pois se ele agir de má fé com você é fácil ele falar que a lâmpada acesa que você reclamou era o hibrido, fazendo você comprar um corpo de injeção novo,sem necessidade, e a avaria era na verdade um fio relacionado à injeção rompido ou descascado,fechando curto com o quadro,ora sim ora não,pela vibração da moto, ou uma vedação danificada(causa de “falsas”avarias do sensor de pressão do hibrido),que custa uns 50 reais.Fica a dica!

      Grande Abraço e depois me conta o que aconteceu com sua moto ok?

  10. TENHO UMA FAZER 2007, E A UM TEMPO ELA VEM COM A ROTAÇÃO BAIXA EM MACHA LENTA, DANDO UNS PIPOCOS NO ESCAPE QUANDO DESACELERO RÁPIDO E CONSUMO MUITO ALTO, ELA FICA EM 1100 RPM DEPOIS QUE ESQUENTA.ISSO MACHA LENTA, NORMAL É ELA FICAR 1500 RPM COMO ERA ANTES. JÁ TROQUEI A VELA,FILTRO DE AR, E HOJE TROQUEI O KIT DO TPS E A ROTAÇÃO NÃO MUDOU NADA AINDA FICA 1100 RPM,TODAS AS PEÇAS FORAM ORIGINAL,COMPREI NA YAMAHA.
    AINDA VOU DA UMA VOLTA PRA VER COMO FICOU A QUESTÃO DOS PIPOCOS NO ESCAPE. DEPOIS COMENTO OS RESULTADOS AQUI.

    • Olá Cicero, bem vindo ao blog!

      Pelo que você informa no seu comentário, peço que veja 2 coisas, se a válvula FID, um atuador de marcha lenta, não está “travada”, e depois tente ver em uma oficina de confiança se o ajuste de CO ( um recurso que sua moto tem, apenas acessado com o uso do scanner ) não precisa ser refeito e refaça se necessário.
      Creio pelo que você comentou aqui, que isso resolva seu problema de mistura rica no motor, mistura que gera os pipocos que você reclama, que inclusive vão detonar seu catalisador, e se mora em SP, que tem inspeção ambiental, corre o sério risco de ser reprovado. Então a moto “pipocando” pede conserto urgente!

      Abraço e espero seu próximo comentário falando se resolveu isso. Boa sorte!

  11. MINHA FAZER 2012 COM 5000 ESTAVA DESLIGANDO SEMPRE QUE PASSAVA AS MARCHAS, E AS VEZES COM VELOCIDADE, DESMONTEI O SENSOR DO DESCANSO E DESCOBRI QUE O MESMO ESTAVA ENFERRUJANDO POR DENTRO; LIMPEI E LUBRIFIQUEI COM VASELINA , AGORA ESTA POR ENQUANTO TUDO BEM. PR VASSOURAS RJ

  12. olá ,eu tenho uma bros 2011 ela está falhando muito e a luz do alcool fica piscando o que pode ser?

    • Olá Raimundo,

      A lampada piloto que acusa falhas na injeção eletronica acendeu? Senão acendeu complica um pouco.

      Pode ser combustível adulterado, que deixa todo o sistema literalmente maluco, ou o sensor de oxigênio está danificado, pois ele é responsável por identificar a mudança de combustível e acionar o modo de adaptação de mistura. Solicite para um bom reparador fazer uma análise no sinal gerado pelo sensor de oxigênio para se certificar que ele está bom, se não estiver troque!

      E se tiver duvidas sobre a procedência do combustível que está usando na sua moto, esvazie o tanque e abasteça com gasolina confiável.

      Na pior das hipoteses, pode ser problema na bomba de combustível, que eu já comentei aqui no blog.

      Boa sorte, e depois que descobrir a causa, poste aqui um comentário para ajudar outros proprietários dessa moto a resolverem mais rápido, caso aconteça isso com eles também.

      Abraço!

  13. Parabéns pelo blog, um dos melhores que já vi!!
    Tenho uma XTZ 250X, que estava falhando em baixa, a luz da injeção não acendeu, consumindo muita gasolina (fazendo uns 15 Km/Litro), escapamento pipocando. Troque o filtro , vela e limpeza do bico e não resolveu. Coloquei gasolina nova e não resolveu. Troquei o kit de reparo do sensor hibrido, aparentemente resolveu o problema do consumo, agora faz alguns pipocos esporadicamente no escapamento quando tiro a mão do acelerador, até acho que é normal, é que antes do problema acho que não prestava tanto atenção. Agora ficou só um problema na marcha lenta, antes eu ajustava em 1000 rpm e não morria, agora tenho que deixar em 1500 RPM e oscila muito o RPM chegando a cair para os 1000 RPM e quando acelero muito em ponto morto sai do escapamento uma fumaça preta, parece que carbonizou o escapamento. Você acha se eu colocar um descarbonizador limpa esta fumaça preta???? E quanto a marcha lenta tem algum ajuste???
    Obs. O kit de reparo que utilizei foi um paralelo (Tabajara) que encontrei .
    Espero que com meu depoimento ajude alguém aqui no blog.
    Abraço!!!!

      • Caro Marcelo, muito bom esse blog… estou aprendendo muito com ele… cansei de levar em “mecanicos de confiança”… e acho que fui enrolado varias vezes, por isso a busca do conhecimento…. Estou com o mesmo problema que o colega Luis esta (ou estava) a diferença é que a minha é uma yamaha fazer 250 2008 e que não fiz nenhuma manutenção ainda pois como disse estou pesquisando e aprendendo…

        e fica piscando a luz de ignição com o código 14 ja vi qual é este erro porem ainda não fiz nenhuma limpeza nem nada….

        preciso de ajuuudaaaaaa….. cansei de levar em mecânicos… e na autorizada realmente no minha realidade financeira não conseguiria pagar ….

  14. Darlan na minha moto básicamente foi trocar o kit de reparo, ficou com uma pequena falha na marcha lenta, para resolver este problema o Marcelo indicou uma vela irridium ( custou 32 reais no mercado livre) aparentemente resolveu o problema da marcha lenta, estou testando a moto ainda. Com relação a fumaça preta ainda continua, caso você resolva este problema, por favor poste aqui no blog.

    Abraço!

  15. amigo tenho uma fazer ano 08 que só vim a usar em maio de 2009.
    essa semana ela começou a pipocar quando reduzia a aceração,então 2dias depois me arrumei para sair, e quando tentei ligar a moto nada dela funcionar(não acendeu a luz da injeção) ela ta com 23.544 km. ai peguei e tirei a vela suspeitando que o defeito estivesse na vela(detalhe troquei a bateria em junho e mandei trocar a vela tbm, mas eles não trocarão, na yamaha) a vela estava toda carboniza preta de sugeira ai limpei, colokei e nada.Tirei ela novamente e tava toda exarcada de uma coisa escura(não sei se é oléo ou gasolina) limpei novamente e a moto uase deu partida mas morreu logo que ligou tipo3 segundos, ainda não mexi nela, o que me aconselha fazer nesse caso? outra duvida sempre usei engine flush no motor do carro, posso descarbonizar o motor da moto tbm? e se puder qual produto eu uso?
    Obrigado e parabéns pelo blog.

    • Olá André,

      Vamos por partes. Se ficou tentando várias vezes dar partida, a carga da bateria pode estar abaixo do necessário para o sistema de injeção funcionar. Na injeção, tudo praticamente usa a tensão da bateria como referência, sem ela, o sistema não responde como esperado.

      Primeiro, aplique carga na bateria para certificar que ela está 100%. Verifique as vedações do sensor hibrido senão estão ressecadas, se estiverem danificadas, troque. Use SEMPRE gasolina aditivada e de um posto de confiança, pois uma adulteração no combustível vai te deixar maluco tentando descobrir o que aconteceu. Se a moto ficou mais de 6 meses com o mesmo óleo de motor, troque! E se não tem conhecimento para fazer isso tudo. Mande a moto em um reparador de confiança.

      Sobre o engine flush, que diz limpar o motor, eu não recomendo. Por que? Porque ele limpa injetor e descarboniza sistema porém detona sensor de oxigênio ( aquele do escapamento ) e o catalisador. Se morar em São Paulo capital, onde tem inspeção ambiental todo ano, será reprovado por esses danos no sistema causados pelo flush. É o famoso “o barato sai caro”.

      Espero ter ajudado um pouco, como eu digo, é difícil precisar o problema sem ver a moto.

      Abraço

  16. Obrigado pela resposta.
    Eu sou trocador de óleo de carros e algumas motos de 250 cc pra baixo, a bateria ta no máximo dei apenas 3 partidas consecutivas sem pegar e foram rápidas, quanto ao óleo, troco em dia, 5mil km o 6 meses o que der primeiro, a gasolina é sempre aditivada e de um posto que já trabalhei, e pelo que vi e li em algumas fotos acho que será fácil de trocar, já que encontrei o kit de borrachinhas por 50,00 original e 10,00 paralelo sendo que a concessionária me cobrou 200,00 do kit já instalado e 17,00 da vela. uma dúvida, sobre a vela encharcando com a gasolina o que faço? e trocando o kit pode resolver o problema da partida consequentemente solucionando a questão da vela?
    Obrigado
    parabens pela preocupação em ajudar o próximo, conCeito já esquecido hoje em dia.

    • Não precisa agradecer André, “é nóiz”!

      Só uma outra dica/toque que eu deixo. Como comentou que troca óleo de carro e de moto, PELO AMOR DE DEUS, não invente de por óleo de carro em moto, pois isso VAI DAR MERDA, não vera isso rapidamente, verá a médio longo prazo, quando tiver que abrir o motor antes da hora pela carbonização. Use o óleo recomendado pelo fabricante ( no caso Yamaha, o Yamalube ) ou um de uma marca conhecida, mas com especificação superior de desempenho.Outra coisa. Trocou o óleo, troque o filtro de óleo. Sempre!

      Cara, o problema que você tem é de mistura, que está sendo calculada de forma incorreta, ou por acumulo de sujeira no corpo de aceleração, que impede a borboleta de fechar corretamente ou por entrada “falsa” de ar, que é quando alguma das vedações do hibrido está danificada e o ar externo chega até o sensor de pressão, deixando o sistema “maluco”, e enriquecendo muito a mistura.( enriquecer= aplicar mais gasolina que o necessário)
      Ao trocar e revisar os itens que eu comentei, provavelmente terá seu problema resolvido. Se sua moto tem o sensor de oxigênio no escapamento. Veja se não é ele que está danificado, e prejudicando o calculo correto da injeção.

      Abraço e sempre que precisar, estamos por aqui. Posso demorar, mas respondo!

      • ok,obrigado.
        resposta:
        sempre uso óleo certo, sou bem rígido com isso, atento a especificação do veículo em questão.
        seguindo suas dicas mas testei minha intuição, hoje de manha troquei a vela (original NGK DRE8EA) e a moto pegou de primeira ai dei uma volta enchi o tanque com a V-POWER da Shell, calibrei os pneus e andei uns 10 km numa Br a uns 110 a 130 km/h senti tudo ok, deu apenas uns 3 pipoquinhos bem baixo diferente dos anteriores que eram tiros altos, cheguei em casa e resolvi tirar a vela nova (original NGK DRE8EA) para olhar, minha surpresa e dúvida a vela tava preta de sujeira passei um pano e ficou limpa, coloquei no lugar e funcionou novamente, vc sabe dizer pq a vela ficou assim?

        • André, alguns mecânicos antigos usam a cor da vela para checar a regulagem do carburador. Basicamente, se está preta, é mistura rica( excesso de combustível ) quase branca é mistura pobre ( falta combustível ).

          Respondendo a pergunta, sua moto está com excesso, vá a um reparador que tenha scanner ( ferramenta de diagnose da injeção eletrônica ) e peça para que ele faça o ajuste do CO, um recurso que ajudará a reduzir esse excesso.

          Basicamente isso irá resolver seu problema. Caso não resolva, procure alguém que tenha a máquina de testar eletroinjetor e cheque se está correto o funcionamento.

          Abraço

  17. e ai meu amigo sou mecanico de motocicleta e tenho uma oficina sou de tersina pi e tou no curso de injecao nao sei se voce conhece kimura motos se desse gostaria de umas dicas e conselhos

    • Caro Cristovão, seja bem vindo.

      Além de tudo que já foi publicado aqui no blog, fico a disposição para tentar te ajudar. Mas preciso que seja mais especifico na sua necessidade,ok?

      Abraço!

    • Quando ou como?

      Se for “quando” a pergunta, apenas quando tem certeza que o sistema está com todos os sensores e atuadores operando corretamente, e tem certeza que é no módulo que está o erro.

      Abraço

  18. a minha bros pela manha quado eu vou trabalhar falhar muito e depois normaliza pode ser a bomba e uma bros 2009

    • Não “acho” ( lembrando que não dá para diagnosticar nada sem ver…), pelo que comentou é problema de mistura. Verifique sensor de temperatura do motor e sensor de oxigênio se estão com os sinais elétricos conforme o manual de serviços. Em caso negativo, troque!

      Abraço!

  19. bom dia
    gostari ade saber c vc tem as configuraçoes do tps e tambem do tempo de igejao original ja que intalei o fuelcontoller e mecheram no tempo de injeçaoc pude me passa

    • Olá Jesse,
      Confesso que não entendi a sua necessidade…
      Se precisa dos valores de trabalho dos sensores e atuadores, acesse o manual de serviços. No motosblog você encontra. Segue o link do manual da fazer 250: http://migre.me/buJj1 Lá tem outros manuais bem uteis também…

      Abraço e espero ter ajudado.

  20. Olá!
    Minha moto fazer 2008, apresentou defeito no sensor hibrido e fica alertando com o código 14 o mecânico me disse que ela vai funcionar sem problema mais que vai ficar a luz piscando no painel será realmente não tem problema ? me ajude

    • Adriano, a moto está funcionando normalmente?

      Esse código indica avaria relacionada ao sensor de pressão, que é um dos três que integram o sensor híbrido. Verifique se as vedações estão boas, senão troque, NÃO APLIQUE NENHUM LIMPA “SEI LÁ O QUE” Sobre ele. Limpe com pano seco e só. Funcionou, beleza, não funcionou, terá que comprar um corpo de aceleração novo, pois essa peça não vende separado.

      Se a moto estiver funcionando perfeitamente, você está com falha da ECU, pois falha no sensor de pressão costuma deixar a motocicleta horrível de pilotar.

      Abraço

  21. Ola amigo, sou de Martins -RN e recentemente apanhei uma xtz lander 250 esporte ano 2008 em uma troca, ela estava sem falhar , mas mandei limpar o bico de injeção pois não sabia como estava, e então depois dessa limpeza começou a falhar principalmente quando ando em marchas baixas, na 5ª marcha não percebi nenhuma alteração.Sem mfalar também que a mesma da tiro quando diminuom de velocidade sem pegar na embreagem, gostaria de sua ajuda para saber mais ou menos o que devo fazer, e se voce tiver ideia assim de mais ou menos quanto vou gastar pra arrumar a mmoto , pois se for muito vou trocá-la, pena isso pois a moto é muito boa mais devido a troca que fiz fiquei sem grana pra consertos de alto valor entende, obrigado pela atenção e aguardo resposta.

  22. Olá, tenho uma fazer 2007 com 62.000Km rodados, ela começou a desligar quando pego uma chuva, troquei a vela, porém sem efeito. Quando começa uma chuva, seja forte ou fraca, dá uns 20 minutos rodando com a moto e ela desliga o motor e só volta a funcionar depois de uns 10 minutos com ela parada. Quando forço a partida, desliga o painel inteiro e liga novamente. Obrigado pela atenção

    • Olá Leandro, eu tive um problema “parecido” com a minha Titan de desligar na chuva e depois de uns minutos ela liga novamente. Troquei bobina de ignição e o terminal supressor (aquela peça que encaixa no cabo da bobina e na vela) e resolveu.
      Sobre a moto desligar tudo e ligar novamente. Confira seu sistema de carga. Cheque a bateria e recarregue se preciso, e verifique se o estator/alternador ( cada um chama por um nome o componente que tem a função de recarregar a bateria enquanto o motor está em funcionamento ) está funcionando corretamente.

      Espero ter ajudado.

      Abraço

  23. OI amigo eu estou estudando injeçao eletronica de carro e moto somente INJEÇAO ELETRONICA.
    eU LEIO E PESQUISO TUDO NO GOOGLE SOBRE AS TECNICAS E REPAROS DE MOTOS.SI DEUS QUISER VOU SER UM TECNICO NESTAS DUAS AREAS POIS AQUI NAO TEM UM PROFICIONAL HABILITADO ,SO SISTEMA ANTIGO.OS caras nao aperfeicoaram em tecnologia , eles ficaram e nao acompanharam a evoluçao kkk

    Gostei , e gosto dos videos e comentarios .abraço Feliz ano novo amigo Fica com Deus

    • Olá Luiz,

      Torço para que seja bem sucedido nos seus estudos e possa tornar isso uma fonte de renda, seu comentário está correto, e muita gente está ficando para trás por não acompanhar o avanço da tecnologia.

      Agradeço pelo seu comentário, mas quando tiver críticas, saiba que também são bem vindas. Afinal, estamos todos aprendendo.

      Abraço e feliz 2013!

  24. olá amigo tenho uma lander 2007 e gostaria de colocar um hallmeter qual o fio que devo pegar de qual sensor? pois ela não tem sonda no escape, será que é possível instalar em algum sensor?

    • Olá Henrique,

      Infelizmente, sem o sensor de oxigênio, não é possível usar o hallmeter na sua moto. O que poderia fazer é trocar o seu escapamento por um do modelo com o sensor, ou mandar alguém soldar uma bucha com a rosca do sensor, de preferência, na mesma posíção que a Lander com esse sensor tem.

      Particularmente, eu acho muito trabalho no seu caso. Eu tenho uma titan e coloquei no escapamento o encaixe do sensor, exatamente para usar ele com o hallmeter, porém, usei um tempo e tirei, e já nem sei onde está o sensor e o hallmeter. Além do que, se você mexer no escape, irá desvalorizar sua moto. Estou vendendo a minha e só vejo gente olhando feio para o escape…

      Abraço e continue acompanhando o blog!

  25. Ola amigo,tudo bem?espero que possa me ajudar…
    minha ys fazer é 2011/2012,cara ela ta com 20mil rodados tenho ela a anos,fiz a revisão na concessionaria yamaha,e saiu normal de lá…mas a infeliz não me começou a falhar,na alta rotação, não deslancharva,110 km gritando e falhando…então a levei de volta a oficina,o mecanico fez todas mediçoes,e mandava pra yamaha por foto via email…e tudo normal dentro das mediçoes e acabou que fez uma limpeza de bico injetor,trocou a vela e beleza…a moto ficou ótima outra vez….130,140 de boa…amas 6 dias depois semana passada alias a infeliz não me volta a falhar?passei hoje na concessionaria e o mecanico me disse que eu teria que deixá-la na oficina com tempo indeterminado,para fazer uma inspeção novamente e la se vão dias de onibus que é um lixo….cara to desanimado coma a moto o que pode ser?ele me disse que pode ser uma série de itens que pode estar causando esta “falha” nela…me de tua opiniao pois a levarei em consideração!!!Aguardo resposta e admiro teu trabalho…Abraço

    • Olá Claudemir,

      Primeiro, leve sua moto em outra concessionária, ou se estiver fora da garantia, em um mecânico de confiança. Pois se com tantas tentativas ele não resolveu, não sei se resolverá…

      A Fazer é uma ótima moto, particularmente gosto dela. O que pode ser? Fica difícil saber, se arrumar um mecânico bom. Peça para ele verificar se tem código de falhas, o que ajudará. Lembrando também, que se não acende a lampada da injeção no painel, pode ser falha mecânica. Meça compressão do motor, certifique-se de estar usando o óleo Yamalube, ou um superior. Gasolina de qualidade também é essencial.
      Verifique as conexões elétricas, se nenhuma está com “zinabre”, se encontrar assim, use limpa contato e veja se o problema resolve.

      Enfim, como eu digo, sem ver a moto é dificil dizer, mas espero que essas dicas ajudem você e seu mecânico a encontrar o problema.

      Ah, se você trocar o sensor hibrido por outro avulso, pode ter problemas, pois existe uma calibração de fábrica para calibrar o mesmo, por isso ele NÃO É VENDIDO SEPARADAMENTE!

      Abraço!

    • Olá Claudemir, pelo que você descreveu pode ser vela, em minha moto aumentei muito o gap de uma vela de iridium que uso e ela apresentou falhas em alta velocidade igual o que você descreveu, depois diminui e acabou o problema, verifique sua vela. Espero ter ajudado abraço.

  26. Boa noite,e obrigado mesmo por responder….
    hoje voltei a mesma oficina autorizada e a deixei lá …conversei com o mecanico e ele me disse que semana passada quando ele fez todas mediçoes possiveis e estava tudo dentro dos padroes,até o scanner ele colocou na ECU e não apresentou nada de anormal…também me disse que desmontou o conjunto da injeção e estava tudo ótimo,nada a fazr ,reparos ,tudo normal…mas tem um porém que agente conversou,foi trocada a vela na revisão de 20mil km e 4 dias depois qndo ela voltou a falhar antes dele fazer a limpeza do bico injetor,ai então foi trocada a vela novamente ou seja a a falha na alimentação teria causado o desgaste da vela(foi colocada original a recomendada pela yamaha)agora seria possivel que seja somente esta outra vela que foi instalada depois da limpeza do bico,uma vela que apresentou defeito…enfim estou a pé com uma moto zero,e diga se de passagem muito bem cuidado que só tem me dado dor de cabeça…até o amortecedor ja quebrou a 1 ano atras,me disseram que foi um caso raríssimo de quebra da peça,fiquei 6 dias em a moto até a Yamaha trocar a peça como cortesia,assumindo o defeito da mesma…então vou aguardar a posição deles ai te passo oque deu pra ficar registrado pra que outros apaixonados por motos como nós,fiquem informados…abraço!!

    • Sobre o amortecedor, eu nunca tinha ouvido falar de uma Fazer com ele quebrado.

      Sobre o mecânico, tem que ver se quando ele diz ter “feito tudo que foi possível” se não é dentro do que ele acredita ser “tudo”. Por isso que eu lhe recomendei procurar outro, pois ao encontrar um mais experiente, talvez tenha melhor sorte com sua moto. Pense nisso.

      Abraço!

  27. Ah já ia esquecendo,todas trocas de óleo feitas sempre com o Yamalube,nas mediçoes feitas pelo mecanico tudo em ordem,pressão,ajuste de válvulas,ECU scanneada e nada acusado,ta dificil porque ela não ta dando um caminho…mas vou aguardar te informo…abraçao e boa noite fico no aguardo!!

  28. Parabéns pelo blog e pela disposiçao de sanar todas nossas duvidas!! o meu caso é o seguinte: sofri um acidente no qual destruiu toda a frente da moto (Lander/09), após em partes consertada o mecanico saiu p testar e constatou pelos sintomas que o sensor TPS tinha dado defeito. O mesmo foi trocado e a moto normalizou (só trocou-se o sensor TPS por um outro ja usado), até entao a moto ainda estava sem farol e sem painel. Dias depois de trocado o sensor TPS foi montado o farol e painel, más o painel colocado foi de uma Lander/08 (lembrando que a minha é 09). A partir de entao, a moto está apresentando o erro código 43. O mecanico ja trocou o sensor TPS achando que o problema era no mesmo, ja testamos o sensor de velocidade, verificamos o chicote parcialmente, no entanto, o código 43 permanece. Ja li em alguns posts, inclusive no seu, sob a calibraçao do sensor TPS, ja li tambem que o painel da Lander/08 se colocado em moto modelos a partir de 09 poderia causar esse problema. Enfim, estou rodando com ela a quase um ano apresentando esse erro 43. Os unicos sintomas que ela apresentao sao: a baixas rotaçoes (andando abaixo de 40km/h) ela engasga ligeiramente, consumo de combustivel aumentou (de 29km/l para 22km/l) e a marcha lenta desregula com cerca frequencia. Alguma sugestao para desvendar tal problema???

      • ops, desculpe-me o erro é o 42… confirmado que o erro é o 42, tanto visualmente (4 piscadas logas e 2 curtas) como no scanner. Esse erro 42 tambem nao consta no manual da Lander. Parece-me que consta no manual da XT660 e que se refere ao sensor de velocidade, por isso, tambem testamos esse sensor na minha Lander.

        • Código 42 refere-se a comunicação do sensor de velocidade da motocicleta com a ECU. Cheque as conexões se estão corretas, se não tem nenhum fio decapado por exemplo.

  29. Nós substituimos o sensor de velocidade por outra para testarmos e permaneceu o problema, também foi verificado parcialmente a fiaçao do sensor de velocidade e nao havia problemas nenhuma. Contudo, vou pedir p verificar a fiação por completo p ver se se encontra o problema… Mas na hipótese de nao se achar nenhum defeito na fiaçao, chicote, sensor de velocidade…tem alguma outra sugestao do que pode ser??

    • Outro teste que você pode fazer, é arrumar alguém que tenha a Lander 2009 para frente, e montar o painel dela na sua. Porque? Porque segundo a Yamaha o painel exatamente de 2008 para 2009, mudando de 4B4-H3500-00 para 4B4-H3500-10. Pode ser um problema de interface entre versões de painel de ECU que está gerando isso.

      Agora mudando de assunto, a reclamação de consumo e engasgos pode ser sensor de oxigênio. A sua moto já tem esse sensor? E se tem, você o trocou após o acidente? Como ele é responsável por enviar ao ECU informações constantes sobre a queima do motor, caso ele esteja danificado, a mistura pode ficar desregulada levemente, o suficiente para aumentar consumo e falhar…

      Abraço

      • ok, ja até coloquei um painel da 09 para testar mas vacilei e nao zerei a ECU, talvez por isso permaneceu o erro. Quanto ao sensor de oxigenio, tem sim. Nao fiz nenhum teste nele ainda, tambem vou verifica-lo. Valeu pelas dicas e parabens, mais uma vez, pelo site!!!

        • Nem preciso comentar que quando verificar o sensor de oxigênio, aproveite e confira a condição da vela. Essas falhas que você citou podem ter ferrado com a vida útil dela.

          Abraço

  30. A vela troquei recentemente (só rodei cerca de 2000km com a nova). A velha tava bem carbonizada e até corroída. No mesmo dia troquei tambem filtro de ar por precauçao.

    • A quilometragem rodada é apenas um modo de medir a vida util da vela, pois se usar um combustivel adulterado, ou o motor apresentar qualquer problema que comece a falhar e morrer, a variação da mistura pode contaminar a vela, tornando se deficiente na sua função. Sobre o filtro, voce sabe que ele é lavável né? Não precisa trocar esse filtro sempre como um filtro de papel, que é usado em outras motocicletas.

      Abraço!

      • Bom dia! referente ao filtro, sei sim que é lavavel, só troquei porque o mesmo estava com a lateral descolada nao acomplando direito ao suporte.
        “A Yamaha afirma que existe uma calibração entre o corpo de aceleração e o sensor Hibrido que não pode ser ignorada, porém, ela só interfere na precisão do sensor de posição da borboleta, que é 1 dos 3 sensores que integram o Hibrido”. Nessa afirmativa, saberia informar quais os possiveis problemas causados apenas pela troca do sensor hibrido? além disso, com a citada troca, algum erro seria apresentado na luz espiã?? Vlww

        • Miguel, o problema é simples: perderá a precisão de resposta, virtude do sistema de injeção eletrônica, tornando o motor menos eficiente. Sintomas, respostas de aceleração lentas, aumento no consumo do motor, entre outras coisas…
          Se vai acender a luz piloto da injeção? Não sei, se a mistura oscilar muito e contaminar o sensor de oxigênio, pode sim aparecer avaria, mas talvez do sensor de oxigênio, que nesse caso, não é ele o problema, e sim os sensores responsáveis pela maior porcentagem da determinação do tempo de injeção.(Sensores de posição da borboleta, de pressão, de temperatura de rotação e de velocidade) O correto diagnóstico é essencial para evitar gastar com sensores que não estão com problema na prática.

          Abraço

  31. ola boa tarde!!

    mais uma vez estou por aqui querendo escrarecer uma duvida

    quando a bomba de gasolina estar com problema quais os “sintomas” notaves? ela anda normal?

    • Se anda normal, não tem problemas na bomba caro Jonair, simples assim. Os sintomas são falhas de funcionamento do motor, engasgos, perda de potência. Lembrando que os mesmos sintomas de bomba de combustível falhando podem ser outras coisas. Um profissional qualificado saberá fazer o correto diagnóstico da moto.

      Abraço

  32. Bom di motordomundo, tenho uma yanaha XTZ 250X e começou a cortar quando eu dava retomadas de aceleração sempre que fria, com o tempo isto foi aumentando e ela cortava e acendia a luz da injeção, fui ao mecanico que trocou o refil da bomba..e nada.. depois até pegou um eco emprestado p testar… e nada, ela ficava boa naquele instante e depois de alguns km dava defeito dnovo, por ultimo ele trocou um diodo que fica dentro do chicote e passou até scanner e disse estar boa, no ultimo sábado peguei a moto na oficina e estava boa, depois que lavei ela começou a falhar e piscar a luz da injeção e por alguns instantes ficou acesa direto, desliguei e liguei dnovo deixando na lenta p esquentar e o problema desapareceu/; ainda nao andei novamente c ela.. será que pode ser vela??

    • Por partes, é preciso tomar cuidado com a maneira que lava sua moto. Lavando com aquelas lavadoras pressurizadas? Está fazendo errado! A injeção eletrônica necessita de cuidados, entre eles, evitar água com pressão.

      Verifique as vedações do sensor híbrido, depois, caso sua moto tenha sensor de oxigênio no escapamento, vale uma verificação nas condições dele. Além do injetor, que pode estar sujo, e obviamente a vela, que tem função importante na queima.

      Pelo que descreveu,”parece” problema no sensor de oxigênio, que pode estar contaminado, e com sinal de resposta lento. Verifique se sua moto tem isso no escapamento e leve para um reparador qualificado e peça para ele analisar o funcionamento.

      Abraço

  33. Obrigado !!! farei desta forma, o macânico disse ter trocado o reparo do corpo de injeção, minha moto tem um instrumento instalado no escapamento sim, achei que fosse sonda lambda; apartir de agora deixarei de lava-la c maquina pressurizada, irei trocar a vela e pedir ao mecanico que cheque os itens que sugeriu ok? muito obrigado…abs

  34. Finalmente descobrimos o defeito, contato estava trabalhando somente por resistencia, troquei o contato e o problema sumiu…Obrigado

  35. Tenho uma fazer 07
    Ela começou apresentar um problema esporádico..ela começa a piscar a luz de injeção e a moto começa a falha até morrer.
    As vezes no meio do processo ela volta aceleração.
    Tem dia que da esse problema tem dia que não!

  36. oi meu nome e wagner eu tenho um modulo ECU200-A003A-0259 MIKUNI gostaria de saber uma coisa esse modulo pode ser colocado em outra moto eu comprei de um amigo ele e ele acabou viajando e nao mim disse de que moto era ele estou precisando saber de que moto é esse modulo ele trouxe dos estados unidos e acabei esquecendo de saber para que moto ele serve eu tenho uma R1 ano 2012 nunca abri minha moto e nao sei se e para ela esse modulo quero saber se e da minha moto ou de outra moto ok abraço

  37. amigo mandei fazer limpeza sistema injeção da fazer , em resumo ficou sem lenta alternando a aceleração giro alto e baixo , o moto mudou o barulho funcionamento , com se tivesse sufocado , ao passar o aparelho de varredura apresenta erro senso vira brequinho ,no mecanico não sabe mais o que fazer ,ele mexeu nas vávulas ,a moto coomeçou a atirar e bater vávulas soccorro urgente

    • Olá Paulo, só uma pergunta. Ele trocou o sensor de posição do virabrequim? Você citou que ele viu esta avaria, mas não disse se ele trocou?

      Observação: Antes de trocar o sensor, é necessário verificar se o problema não é mal-contato no conector dele, ou no conector do módulo de injeção eletrônica.

      Outra dica, mande em outro mecânico mais confiável e não volte mais nesse.

  38. Ola,minha moto fazer 250 11/12 piscou n. 42 luz d emergencia gostaria de saber d q se trata e se pode enviar o mabual de servico dela?? Grato

    • Raul, dá uma “fuçada” nos comentários deste mesmo post, que tem o link para download do manual. Se não achar, depois eu mando o link para o seu email. O blog Motosblog tem um monte de manuais, e o link que postei em uma das respostas aqui é dele.

      Abraço!

      • oi de novo..
        eu achei o link mas nao cinsegui baixar..
        estou pensando em por um filtro de maior fluxo para aliviar um pouco o motor,mas fico na duvida pelo rato do filtro de ar ser umido alguma sugestao?
        mais pra frente comqbdo avançado e fuel controler da servitec. vc disse q trqbalha em empresa d injecaum vcs tem alguma ecu programavel??

        • Olá Raul,

          Eu particularmente acho a Fazer uma moto tão acertada, sob medida que não mexeria em nada nela. Creio que um fuel controler já te dê a melhora que espera na sua moto, sem exageros, claro.

          Sobre a ECU programável, existe sim, a D1pro, http://www.d1pro.com.br/site/rfi mas tu precisar ser muito fera na injeção para não fazer merda na sua moto. Recomendo que você encontre uma oficina especializada em acerto de mapa de injeção, ai então compre a ECU programável e deixe que a oficina faça o trabalho duro.

          Eu estou pesquisando também para melhorar minha Ténéré 250, porém, ainda não fiz nada na minha, que segue original.

          Abraço!

          • Exatamwnte na tenho conhecimento nessa area mas conheço uma oficina em Amparo-sp que talvez faça isso preciso confimar.. Obrigado

          • Cara nao achei nenhum lugar que vende esse modulo..
            Vc sabe alguma loja online??
            Uma ideia pra vc,eu.vou trocar o comando para aliviar um pouco o motor e j tenho o escape trs2way da roncar,falta achar o modulo ai chega..

          • Entaum..
            Eu enviei um email pra eles mas ninguem respondeu nada que perguntei..
            Estou aguardando.. Obrigado

  39. ola tudo bem estou com uma fazer 2007 que supostamente estava com problema na bomba mas troquei a bomba e ela nao quer mas funcionar você saberia me dizer se pode ser em relação a injeção pois falarão que poderia ser o modulo ela antes de troca a bomba ficava engetando direto mas troquei a bomba e continuo a mesma coisa coloquei a bomba velha mas troquei o modulo e paro de acender a luz no painel mas a moto não liga saberia me dizer se em algumas da sua resposta teve um caso parecido com o meu ja to sem esperança mas ligo um fio direto no sensor do bico e ele pega mas travado ele não esta pois ela liga tem algum sensor que mande energia direto pois parece que não aciona o bico para ela pega me ajude por favor grto por este site

    • amigo, acredito pelo menos pelo que escreveu, que você “fuçou” demais na injeção da sua moto. Leve a moto em um concessionário competente, ou em uma oficina multimarcas de confiança, pois o prejuízo pode ser maior dependendo de onde você mexer.

  40. Pingback: Yamaha: Entenda porque “agora vai”… | MotordoMundo·

  41. se a yamaha tivesse a metade da tua competencia seriamos consumidores mais felizes..
    parabens..

  42. ola bom gostei das resposta suas bão vamos la a minha moto é uma fazer 250 ano 2008 ela ta dando erro D01 15 antes ela não tava ligando troquei bateria e o retificador ela liga de boa agora mais no snanner da essi erro D01 15 sou meio leigo si poder me ajudar pode apostar que de alguma maneira te ajudarei nem que for la no céu desde ja obrigado

    • Vamos lá, D01 15 significa falha envolvendo o sensor de posição da borboleta, que é um dos três que formam o sensor híbrido, que falo nesse post.

      Primeira pergunta: Você desmontou o sensor do corpo de aceleração alguma vez? Se já tirou, pode ser que ele esteja montado de forma incorreta, vale verificar isso. (tomando cuidado com as vedações, se for abrir, já pode aproveitar e trocar as vedações, o kit você encontra nas motopeças)

      Verifique se o sensor híbrido está bem conectado, solte o conector e verifique se nos terminais não tem sinal de zinabre (aquela aparencia meio verde nos contatos) ou se tem água, fruto de uma lavagem com máquina de pressão, por exemplo, que é totalmente NÃO recomendado usar na moto.

      Verifique também se a ECU (módulo de injeção) que fica embaixo do banco não está mal conectada, verifique os contatos, para ver se não tem zinabre, se tiver (em ambos os pontos) compre um LIMPA CONTATO ELÉTRICO, não wd ou equivalentes, e aplique sobre ele, espere agir, seque os resíduos, se houverem e conecte novamente.

      Espero ter ajudado.

  43. tenho uma fazer 2008 quando ando com ela ela ascende a luz amarela e fica piscado e a moto desliga levei na yamaha troquei os aneis de vedaçao do tps e fiz lipeza de bico mas mesmo assim nao resolveu o problema levei novamente e deu codigo 12 sera que trocado o tps resolve o problema ?????????

    • OPA! Pode parar amigo, o código 12 não tem NADA HAVER com o sensor híbrido. O código 12 é referente ao sensor de posição do virabrequim. Verifique se ele não está danificado, ou mal montado, se os conectores estão corretamente fixos e se nos terminais não existe zinabre, e verifique se o conector elétrico da ECU (módulo de injeção) está corretamente travado.

      Sem a informação desse sensor, a moto não pega mesmo.

  44. obrigado pela informaçao amigo na hora de ligar a moto tem vezes que ela liga so na segunda ou terceira tentativa tambem quando da partida a luz amarela ascende e quando estou andado com ela ela pisca e a moto desliga vou ver isso que vc falou !!!!levei na autorizanda e o cara mim falou que o codigo 12 era o tps so k eu ja tinha trocado ele mas o problema continuou ??????

    • Pergunta: Você já verificou a condição da bateria? Sua moto tem algum tipo de alarme? Se você verificar toda linha do sensor de posição do virabrequim, motivo do tal código 12, veja se a bateria está 100% e se a moto tiver alarme, cheque sua instalação.

      Sobre o código 12:

      Código de falha n°: 12
      Sintoma: Nenhum sinal recebido do sensor de posição do virabrequim

      Provável causa do mau funcionamento:
      • Circuito aberto ou em curto no chicote.
      • Sensor de posição do virabrequim defeituoso.
      • Mau funcionamento no rotor da bobina de
      pulso.
      • Mau funcionamento na ECU.
      • Sensor instalado incorretamente.

      Abraço

    • A minha tava assim depois de muitos dias resolvi o problema dela, era na chave que tava o defeito, eu tinha colocado grafite no miolo da chave, faz um teste na sua moto qdo ela apagar mexe na chave se ela voltar o defeito é nela msm, é so colocar limpa contato dentro do miolo da chave que ela volta funcionar normal

  45. Ola Amigo… Muito bom mesmo seu tópico. Vi que você tem um vasto conhecimento e se você fosse mecânico eu já seria o seu cliente. rsrs Mas então vamos ao problema, Comprei uma Fazer 08/08 com 17mil rodados, a moto estava parada cerca de 9 meses. Fiz uma revisão completa com troca de Óleo etc, moto ficou belezinha, mas quando peguei a primeira pista os problemas começaram, em 4° marcha para ultrapassar os 7mil giros é um sacrificio, a moto perde força e quando engata 5° ela perde completamente a força não ultrapassando os 120km/h (mesmo na descida) e olha que pra chegar ao 120 o cabo ta enrrolado e to quase deitado no tanque (eu peso 67kg), parece que o motor em vez de dar o seu máximo ele da o seu minimo. Se você me ajudar te agradeço!!! Valeu


    • Moto literalmente parada (sem ligar, sem dar uma volta, no mínimo 1 vez por semana) pode ser um mal negócio. Pois o manual do proprietário traz uma série de cuidados que você deve ter com a moto quando for deixar ela parada, exatamente, para evitar problemas posteriores. Sugiro que leia essa seção inteira no seu manual para entender.
      Eu não penso inicialmente que seja motor, e sim bomba de combustível e injetor. Sugiro que leve em um reparador de confiança, que tenha equipamentos para trabalhar com injeção (scanner, máquina para limpar injetores, medidor de pressão da bomba de combustível…) e peça para ele checar o funcionamento da bomba (vazão e pressão) e fazer uma limpeza no injetor. Se não foi esgotado o combustível nesses 9 meses, pode estar tudo comprometido nesses componentes. Peça para verificarem a compressão do motor também.
      Sobre o óleo, você colocou o original de fábrica, que é o Yamalube? Trocou o filtro de óleo também?
      Como a moto está funcionando e apenas está com desempenho comprometido, não creio que o sensor hibrido tenha relação com essa situação. Quando ele dá problema, a moto simplesmente não funciona… Maaaaas, se esse sensor já deu problema antes, e o antigo dono trocou, comprando uma peça usada… pode ser que seja sim ele. Pois durante o processo de montagem, existe um “pareamento” entre sensor e corpo de aceleração, para maior precisão do sinal do sensor de posição da borboleta (TPS). Por isso que a marca não vende o sensor separado em caso de avaria, te obrigando a comprar um corpo de aceleração completo (aprox. R$1300) para reparar isso.
      Espero que não seja o hibrido. Cheque tudo que eu disse. Mas só um detalhe. Se fez revisão completa, porque não voltou na oficina e pediu para checarem???
      Abraço

  46. boa noite minha lander sempre que ligo ela na hora de sair quando vou mudar de primeira para segunda ela apaga, o que pode ser tem hora que ligo ela e acelero ela morre, andando ela apaga ai eu dou pardtida umas duas vezes ela volta funcionar

  47. ela sempre faz isso na hora que ligo a moto, depois eu rodo o dia inteiro e ela não apaga mais, só que se eu parar por uns 5 minutos ou menos na hora que saio com ela quando eu vou colocar segunda ela apaga, eu aperto a embreagem e dou umas duas ou tres partidas ela pega de novo

  48. Bom dia. Tenho uma Lander 2010 e hoje indo trabalhar ela começou a apresentar um defeito. Quando o motor passa de + ou – 6.000 rpm’s, ela engasga e acende a luz no painel. Até os 6.000 rpm’s ela anda tranquilamente. O que pode ser? Desde já, obrigado.

  49. Galera tenh ouma lander 2010 e está sendo um desafio para os mecânicos. Não li o fórum inteiro, mas se alguém tiver passado por este problema e quiser me dar uma dica eu agradeço.
    Defeito: A luz laranja acende se forçar o motor acima das 6000 rpm e na volta do motor ainda fica aceza por uns segundos, sem emitir qualquer código de erro tanto no painel quanto as duas vezes que passaram o scanner. Eis um vídeo que fiz do problema: https://www.youtube.com/watch?v=9y_jxHQP0vU
    Já foi trocado o reparo do TPS na concessionária.
    Abraços a todos.

    • Amigo não sei se é o caso da sua moto mas a minha estava apagando sempre que eu acelerava ela, acendia a luz da injeção e morria, depois de mais de dois meses descobri o defeito dela, foi grafite que eu joguei na chave ela ficou com mau contato ai quando ela trepidava a moto cortava, coloquei limpa contato nunca mais ela apagou.

      • Ola xandi, infelizmente ela não apaga, não enfraquece, não dá nenhum sintoma, apenas acende esta maldita luz. O foda é que coloquei ela a venda e agora como vender algo assim? Não dá mesmo.
        Obrigado pela resposta.

      • Opa! O problema na minha foi ignição também, estava fechando curto. Desmontei a ignição toda, limpei, e coloquei no lugar novamente, voltou a funcionar normalmente! :D

    • Amigos, após quase 1 ano de tentativas, resolvi o problema da luzinha de avarias sem código de erro. O scanner apresentava bateria com defeito, coloquei uma nova, ai sim a luz ascendia com mais frequência em rotações elevadas. Em baixa ela apagava. Pensei em aprofundar mais e troquei o RETIFICADOR de corrente, aquela caixinha preta que fica em presa no quadro em frente ao motor. PERFEITO. Como diz o dito popular “tirei com a mão”. Até agora a luz não ascendeu mais e espero que fique, pois está quase vendida a moto. Obrigado a todos que colaboraram.
      Obs.: Em uma das tentativas, troquei o refil da bomba de gasolina e a moto ficou com desempenho excelente. Dica.

  50. olá boa tarde,alguém aí pode me ajudar,estou com um problema de falhamento na bros flex 2011,toda vez que acende a lus ACL a moto morre,já aconteceu com algum de você?

  51. Boa noite caro amigo gostaria de saber de vc sobre os códigos de falhas da MT 03 660 pois o primeiro e 24 e o segundo e 31 o outro e 32 gostaria de saber se tem jeito de reseta sem passa maquina. fico grato amigo

    • Eu não sei se o painel da MT-03 tem o mesmo recurso da XT660R, de poder acessar a injeção pelo modo diag do painel (que é a mesma coisa do scanner da concessionária). Sugiro que procure na net o manual de serviço da sua moto, talvez encontre no Motosblog. Abraço.

  52. Eu estou com uma lander e quando eu ligo a chave de ingnição, a luz da injeção pisca uma vez e depois trez vezes em seguida, quando eu funciono a moto, a luz fica piscando sem parar,na lenta é uma beleza mas quando acelero, fica falhando muito.
    O que pode ser?
    por favor me ajudem!!!

    • A minha estava com os mesmos sintomas que a sua Alefi, no meu caso, a ignição estava com mal contato. Desmontei a ignição toda, limpei, e coloquei no lugar novamente, voltou a funcionar! :)

  53. Olá Motordomundo! Que site fantástico!! E esse tópico então, é demais! Li tudo para tentar resolver o meu problema mas não encontrei solução. Vou tentar ser breve no relato:

    Tenho uma Fazer 250 2008, com escape esportivo. Há +- 2 anos ela começou a falhar em alta rotação (6000rmp+). A falha ocorre quando já em 6000rpm você dá uma “cutucada” no acelerador para aumentar a velocidade: ela dá uma falha de excesso de combustível (engasga e volta a subir o giro). ***Detalhe: não acende luz de erro no painel, nunca acendeu!!
    O que já fiz: troquei vela, cabo de vela, combustível, filtro de ar, e por último o corpo de borboleta completo, não há erros da ECu! Pensei que era filtro de combustível mas o mecânico da CC disse que o filtro é com a bomba e não tem como trocar.
    Bom, como o ano da minha moto não tem Sensor de CO (sonda lâmbda) o problema não se resolve. Ela continua dando excesso de combustível!
    Então pergunto: 1) A regulagem de CO deve ser POSITIVA ou NEGATIVA? (Atualmente ela está em -28 e continua com problema);
    2) O mecânico cogita trocar o bico de injeção, mas o teste de vazão deu normal. Será que troco ele?
    3) Teria como eu colocar um Sensor de CO com o módulo ECU atual? Com certeza na CC eles vão falar que não, mas eu não conheço este módulo por completo.

    Por fim, agradeço a atenção e a iniciativa do Site!! É simplesmente fantástico e de uma ajuda imensa!!
    Abraço!!

    • Muitos pontos a serem abordados amigo. Mas vou tentar se breve. Dependendo da km, se não usa gasolina aditiva, e o óleo também é “mais ou menos mais ou menos”, “pode”, repito “pode” ser que seu cabeçote esteja muito carbonizado e esteja gerando esse problema. Dificil saber assim. Outra dúvida. Já tentou usar o escape original para ver se com ele a falha também acontece?
      Sobre o ajuste do CO, pense que quanto mais longe do zero, é que algo está errado no seu conjunto injeção/motor. Veja se sensor de temperatura está ok, e se o corpo de aceleração não está carbonizado. Sobre por sensor de oxigenio na sua moto. Não dá… é mais fácil vender ela e comprar uma que tenha este muito útil sensor.

      Espero ter ajudado um pouco. Abraço

      • Obrigado pela resposta! O corpo de aceleração é completamente novo. Troquei todo o corpo de borboletas com sensores e tudo! Eu acho estranho que logo que eu mudei o escape não tinha problema. Ela está com 45.000Km. Fazem 3 anos que estou com o escape esportivo; Infelizmente eu acabei perdendo meu escape original na mudança :( mas vou tentar testar com algum outro.
        Acho que terei de abrir o cabeçote mesmo, aí já faço tudo, quem sabe até troca de camisa e anéis, pra não dar mais problemas ehehe
        ***Ahh, detalhe que esqueci de comentar: na lenta, só de dar umas cutucadas no acelerador, tipo de brincadeira mesmo sem segurar acelerado, ela já falha, dá pra sentir e ouvir um engasgo de excesso. Você acha que antes de abrir o cabeço devo trocar o Bico Injetor?
        Muito obrigado mesmo pela atenção! Abraço!

        • Vai com calma. Vamos raciocinar. Primeiro você precisa saber se é excesso ou falta de combustível. Para uma queima correta precisamos ter a proporção correta de ar, de combustível e a faísca. Você precisa garantir que o sistema de admissão de ar está perfeito. Sem obstruções e se o filtro está em bom estado, um filtro muito sujo reduz a quantidade de ar admitido e gera mistura rica (excesso de combustível). Já vi rastreadores instalados dentro da caixa do filtro de ar, e isso não é muito legal…

          Na parte do combustível. Você precisa obviamente de uma gasolina confiável, sugiro que para testar, abasteça com a podium da BR, aquela de alta octanagem. Tem que saber se o filtro de combustível não está contaminado, gerando obstrução, verificar se a pressão da bomba de combustível está dentro da faixa de trabalho adequada (isso está no manual de serviço), e precisa garantir que o eletroinjetor (conhecido como “bico”) está com a vazao correta,(oficinas especializadas em injeção tem uma máquina de teste, onde é possível saber isso) pois se estiver danificado, pode estar liberando mais combustível e ai a injeção fica maluca, pois não tem o sensor de oxigenio no escape para gritar que alguém está fazendo merda antes do cilindro.

          E a terceira parte é a faísca. Certifique-se de que está usando a vela correta. Eu já vi moto com problema parecido ao seu, e era vela da mesma marca, igual fisicamente, mas com caracterista funcional diferente. Cheque se o gap da vela (o espaço entre a ponta do eletrodo e o terminal que fica sobre ele) está na medida certa (tambem tem esse dado no manual), um calibrador de folga custa uns 15 reais no máximo em loja de ferramentas. Depois da vela, é preciso saber se o cachimbo da vela está bem fixado e se não tem oxidação (zinabre), que pode gerar resistencia, e fazer com que a faísca seja mais fraca, prejudicando a queima. E por último, verificar se a bobina de ignição está mandando a tensão correta para a vela. Essa última medição só é possível fazer com multimetro ou osciloscópio especial, que uma oficina especializada em motos terá também. Se a tensão estiver abaixo do ideal, troque POR UMA ORIGINAL, pois também prejudica a queima.

          Ufa, espero que essas observações ajudem. Ah, e sobre o motor, não é possível trocar a camisa na fazer, pois o cilindro tem aplicação de nicasil e sua durabilidade é imensa, em muitos casos, é maior que o tempo que voce fica com a moto. E quando dá problema, tem que trocar o cilindro todo. Trocasse, quando precisa, apenas os anéis do pistão.

          Abraço.

  54. Vlw pela ajuda! Esse final de ano vou encostar ela e fazer uma revisão em tudo! A vela não faz 1 mês que troquei, junto com o cabo. Quero “ver” esse teste de vazão do bico, pra ter certeza que não é nada disso.
    Só me tire outra dúvida: com relação ao respiro do óleo. Há dois dutos que vão até a caixa de ar, onde está o filtro de ar. Se estes dutos estiverem entupidos ou com muita vazão (anel do pistão gasto), poderia também afetar a mistura de combustível? Quero testar a moto sem o filtro, mas tenho medo de que entre algum detrito para o coletor de ar.
    Minha vontade é desmontar a moto toda, mas como moro em apartamento não tem como, e não conheço nenhuma oficina de confiança :(. Tá froids…
    Obrigado de novo pela ajuda!

    Abraço!

    • Ah, esqueci de dizer que o problema é EXCESSO de combustível mesmo. Se eu aumentar o CO e deixar positivo, em alta rotação ele cheira excesso e sai fumaça. E mesmo deixando negativo o CO ela engasga ao acelerar rapidamente. Fora que o consumo dela não passa dos 25km/L.
      Mais detalhes que lembrei: troque todos os anéis de borracha do corpo de borboleta.
      Vlw!!

    • Jader, creio que esses dutos de respiro do óleo que citou precisem ser limpos em um periodo determinado no manual do proprietário. Dá uma checada nele e faça se não tiver feito isso ainda. Se entupir, pode gerar algum problema sim.

      Abraço

  55. ola amigo tenho uma moto fan 150 mix ano 2011 ela falha quando eu vou ligar ela depois de 10segudo aselerando ela para de falhar eu uzo gazolina comun ja troquei a vela fiutro de ar e de gazolina ja fis linpeza no bico ejetor e nada si pode miajudar eu agradeso

  56. Ola amigo minha moto e uma lander 250 2008, esta falhando muito nem consegue sair com a moto do lugar, na lenta ele liga e aos poucos vai caindo a rotação ate afogar, e no painel não apresenta nehum defeito na luz de injeção o que poderia ser ?

    • Pense o seguinte, senão aparece no painel a indicação de falha na injeção, o problema é mecânico, físico, podendo ser, por exemplo, um conector mal encaixado, que compromete a comunicação dos sensores e atuadores ao módulo de controle da injeção (ECU).

      Se eu pudesse sugerir algo, seria uma limpeza no corpo de aceleração. Pode estar com acumulo de resíduos obstruíndo o fechamento integral da borboleta de aceleração, ou comprometendo a ação do atuador de marcha lenta. Sua moto não tem sensor de oxigênio, então, vale verificar se o sinal do sensor de temperatura está correto. Em oficinas especializadas em injeção (ou na concessionária) você pode realizar o “ajuste de CO”, que também pode resolver seu problema.

      São apenas dicas, palpites, pois não dá para diagnosticar uma moto sem ver. Veja se algo do que eu disse aqui pode resolver.

      Abraço

      • certo fiz a limpeza, esta pegando e firmando a rotação normal na lenta só não tem rotação para sair quando acelera ela falha, sera que pode me da mais alguma dica ?

  57. Boa tarde, eu tenho uma Lander 250X 2008/2009, minha moto a uns 3 meses atras deu o erro 42, mais tudo funcionava normalmente,levei ao mecânico ligou ela no computador pra saber o problema e nada acusou, uma semana depois ela volto ao normal(a luz parou de pisca), atualmente faz 1 mês que ela começou a falhar na 1ª e 2ª macha(fica cortando a aceleração) levei novamente ao mecânico, fizeram limpeza de bico(não resolveu), da ultima vez fiquei na mão pq levei chuva com ela, ai começo a cair o rpm e desliga, só volta a pegar quando seca, se eu tentar ligar ela não liga(tipo fica parecendo q está sem combustível).

    Desde de já agradeço pela atenção.

  58. Olá amigo boa noite. Tenho uma Fazer 250 2010/2011 e neste fim de semana ela apresentou o seguinte defeito: depois de rodar mais ou menos 25 minutos em alta rotação (+- 105Km/h) ela começou a cortar o combustível e acender a Luz amarela de anomalia. Eu precisava desligar e depois de um tempo ela pegava. Contudo era acelerar mais forte e ela cortava novamente. Agora se acelerar até 6000 RPM ela corta. Não verifiquei ainda quantas piscadas da Luz. Pode ser sensor híbrido.

    Obrigado

    • Amigo, creio que seja bobina de ignição. Leve em um reparador de confiança e peça para verificar bobina de ignição, cabo de ignição e vela de ignição. Já tive um problema similar com uma moto que tive no passado. Troquei a bobina, e acabou o problema.

      Espero ter ajudado.

  59. Olá amigo, tenho uma 150 mix 09 que está com 69mil. Aos 60 mil tive que fazer a parte de cima, pois queimou a junta entre a camisa do pistão e o cabeçote. Sempre usei combustível misturado, na maior proporção de álcool, hoje estou usando somente gas e ela está com o seguinte problema: ao ligar de manhã pega de primeira, mas após sair ao desacelerar ela afoga, tipo perdendo a lenta e ainda apresenta em determinados momentos engasopos, porem ao passo que ela atinge uma determinada temperatura ela fica normal. Não tem em seu painel nenhuma luz acendendo indicando falha. Você já viu algo do tipo?

  60. Minha fazer esta acusando falha no sensor de pressão de ar de admissão codigo 14, ja troquei os reparos da injeção do TPS mas continua acusando. Coloquei o sensor híbrido de outra moto e o problema acabou. Será que consigo comprar esse sensor? ?Abraços

    • Solto? Não. Esse sensor NÃO É VENDIDO SEPARADO pois é feito um pareamento (verificação de compatibilidade) entre o sensor e o elemento magnético que está fixo no corpo de aceleração para garantir a precisão de resposta ao comandos do usuário. Você consegue até encontrar em oficinas, mas corre o risco de perder a precisão nas respostas do acelerador. Sinceramente, se já trocou as vedações, junta uma grana e compra a peça com corpo completo. Paciência. A minha está com 20000 km rodados e está sem problemas.

  61. Ola amigo, tem alguma maneira especial para fazer limpeza no sistema de injeção da titan 150 sem dar problema no sensor jogo, pois mesmo sem bater produto nenhum nele, ele queima.

  62. Pingback: Sensor Híbrido TPS – MAP – IAT | Ténéré 250 - Laranja Mecânica·

  63. tenhu uma fazer 2012, o velocimetro só tá marcando até 60 km mais o menos, depois ki acelero mais os numeros vai baixando até chegar em 0, mais a velocidade nao diminue só a numeraçao do velocimetro ki cai, os numeros nao chegam até 100km por nada, chega até 60 e começa a decrescer a numeraçao mais continua mantendo a velicidade na medida ki acelero, pode me ajudar?

  64. Ola buenas!! Vi que varias pessoas estao com problemas nas motos.minha fazer 250/08 estava com a lenta em 3000 rpm.entao resolvi desmontar o TBI,e a caca ficou pior.apos limpar os contatos com WD40. resolvi aproveitar que estava desmontada e lavei a moto inteira com QUEROSENE..entao montei toda ela e …voala!!!! A maldita luz de injecao comecou a piscar e a moto esta um lixo. Tive uma Galo 89 carburada e nunca tive tanto problema como estou tendo com essa fazer. Realmente no brasil nao deveria existir injecao eletronica.pois nosso combustivel e um LIXO!!!!!

  65. Oi
    Gostaria de saber oque significa código 42 na fazer 250 2011 !?
    Tenho uma e está aparecendo este código!
    Agradeço a quem responder

  66. Ola..tenho uma fan flex injeção150 esi 2012..do nada ela apagou comigo.e fechou curto..descarrega a bateira muito.rapido e p barulho qndo.se aciona a chave p depois dar partida fica continuo..oque pode ser ate agora ninguem descobriu…help meeee.

  67. oi tenho uma biz 2010 ela ta apagando o fogo, ja foi feito limpeza de bico o mecanico falou que o bico injet. esta ruim, quando foi feito limpeza ficou boa mais despois de dois meses ela ficou como antes o que poder ser …..

  68. dae galera tenho uma fazer ys 250 ano 2008 a luz da injecao esta asendendo 1 lenta e 4 rapidas oq pode ser isso me ajudem

  69. ola colega minha cb 300 ta om uns pobleminhas demora para funcionar pra caramba ai fiz aquele esqueminha ra ver as falhas que ela tem ai deu o sinal de 1 deois 8 e 9 vi no manuela oque era e dis que era o map o iat e o tp no caso ises sensores são uma peça soh se eu comprer uma n0va meu poblema serra resolvido ?

    • Pode ser problema na vedação deste sensor Samuca, recomendo que antes de comprar a peça nova (que custa uns 230 reais), certifique-se que não é um problema de conector mau encaixado ou de vedação entre o sensor e o corpo de aceleração.

  70. bom dia, cara eu tenho uma lander 250 2007 ela esta com um defeito que ninquem consequi descobrir. quando estou andando nela e passo rapido em algum quebra mola ela desliga sozinha e tbm quando o tanque dela esta cheio ela desliga sozinha. as vezes eu estou andando e ela corta no meio do transito ai para ela funcionar de novo eu desligo na ingniçao e ligo novamente ai ela pega normal. ando poucos quilometros e isso acontece novamente ai eu repito todo o processo desligo e ligo a ingniçao novamente. eu gostaria que alquem me ajudasse.

  71. Ola amigo eu tenho uma NXR 150 esd e ela estava cortando meu amigo foi resetar a injeção e ligou os fios erado ligou no azul com preto e no verde e a moto apagou o painel e não da mais sinal de vida algma dica do que possa ser?

  72. Boa tarde… Amigo tenho uma lander 250 e ela ta piscando a lampada da injeção 4 vezes lentas e duas rapidas sabe me informar qual o problema ? Desde jah, agradeço se puder me responder hj obrigado !

  73. Ola amigo tudo bem ? eu sou mecanico ,mas estou precisando de uma ajuda sua ,estou com uma broz 2009 ,quando ela anda com o tempo bem quente ela da um problema que e´,,tipo dando falta ,,naõ passa dos dois mil rpm esfrio fica normal voce pode me ajudar ,ja viu coisa parecida??

    • Sistema de ignição. Cheque as conexões elétricas, a bobina de ignição, o cabo de vela, o cachimbo da vela, e a vela. Algum deles está precisando ser trocado. (isso já aconteceu comigo e tive que trocar a bobina de ignição.

  74. Minha moto é uma fan 150 2014.
    Já aconteceu umas duas ou três vezes,
    To usando ela normalmente e dai o motor para,não responde, dai viro a chave desligando já que o painel continua aceso. E depois de una dois minutos ela volta a funcionar.

    Me ajude por favor.

  75. ola boa noite ,queria mim tirase uma duvida !tenho bros 2009 ,toda vez que trocava o oleo dela ,quando ligo e saio ,entao começa sai fumaça no escapamento,iso durava uma semana ai depois parava,levei ao mecanico ,problema era pistão que tava estragado ,abriu a parte do moto de cima ,trocaram o pistao ,ai tudo ok,passou dois dias mnha moto começou a te um barulho diferente depois começou a dar pancada dentro do motor ,a força do motor parava com essas pancada martelando dentro do motor!bom levei no mecanico ,mim disse que era problema na injeçao eletronica,ai tever que fazer limpeza,ai fez ,dois dias depois começou a morrer a moto ,tirava a mão do acelerador ai a moto apagava,agora hoje começou de novo a moto perder força e ta querendo martelar o motor de novo!agora o mecanico ta dizendo que pode ser c algum sensor da injeção eletronica,te pergunte vc concorda com ele ou serar que oserviço no motor foi mal feito?

  76. amigo minha fazer 250 2006 quando liga e ta fria oscila a lenta para cima e para baixo ate esquentar isto é normal se não me da uma dica do que pode ser

  77. Boa tarde amigo,
    Eu tenho uma fazer 2011, quando ligo ela acende a luz da injeção indicando código 42 e começa funcionar a entre 1.500/1.800 depois de uns 30/40 segundos funcionando a rotação cai para 700/800 e logo após desliga, coloquei o ECU de uma outra do mesmo ano e ela voltou funcionar normalmente, o que você me diz a respeito a referência do ECU da minha é o 4b4 e o que eu coloquei é 44c, preciso que me dê um norte em relação a isso, o que você me diz?

  78. Ola meu caro, tudo bem? Então estou com um mesmo problema de outro usuário do blog, tenho uma bros 2011, ela sempre falha quando a luz acl acende,já passou por 3 profissionais e não conseguiram arrumar, então eu mesmo resolvi procurar o problema e ao desconectar o que parafusado na boca do escapamento o qual esqueci o nome o problema amenizou porém fica piscando a luz da injeção, gostaria de saber se existe algum tipo de reset pra esse problema, desde ja muito obrigado.

  79. Oi tudo bem estou com uma bros150mix que não que pega já troquei a bomba joga muita gasolina no escapamento o que pode ser

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s